Uma lição da Vida



- Isso é muito confuso. – eu disse abraçando o meu corpo. – Porque algo que supostamente deveria ser bom pode causar tanto mal?

Ela me deu um sorriso de quem já passara por todas as dores do mundo.

- Você sabe a resposta. – ela disse com a voz suave. – Só não se deu conta disso.

Pensei por um momento em tudo o que aprendera até agora.

- Porque o amor tem dois lados. Ele não é perfeito. Ele precisa ser sempre manejado com cuidado, pois é perigoso. O amor pode te acender de várias formas, mas também pode te apagar. Ele exibe o que há de melhor em você, mas também exibe o pior.

Ela acena afirmativamente com a cabeça.

- Vejo que está aprendendo algumas coisas sobre mim. – ela disse com um sorriso de quem pretendia 
aprontar.

- Mesmo assim continua doendo. – resmunguei. – Como faço isso parar?

- A dor não vai embora por algum tempo. Quando você achar que passou, ela volta pra te derrubar.

Encarei o teto com indignação.

- Isso não é justo. – reclamo desapontada. Só quero que isso acabe.

- Nada é justo, criança. – ela afirmou pensativa. – Nem mesmo eu.

Suspirei cansada. Ainda não tinha ideia do que deveria fazer.

- O que eu devo fazer? – finalmente perguntei.

Ela pensou por um momento, provavelmente decidindo se me diria ou não.

- Pense um instante comigo. – ela disse pousando as mãos sob o colo. – Porque uma rocha no mar é tão dura?

- Eu não tenho uma resposta para isso. – disse em completa confusão. – O que isso tem a ver com a minha pergunta?

- Paciência, criança. – ela disse severamente. – As ondas do mar batem constantemente contra as pedras. Sem dó ou piedade. Aquelas que não aguentam a dor se esfarelam em milhões de pedaços e se tornam fragmentos invisíveis ao mundo. Apenas as rochas mais fortes continuam inteiras. Inquebráveis. Seja forte, criança.


- Eu serei forte. – respondi para a vida. 



Kamila Cavalcante

Um comentário:

Eaí, qual a sua opinião?

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...  

Oi! :)

Oi! :)
Essa história de que um blog precisa ter um assunto só e ter uma dona só é ultrapassada. O bom mesmo é se expressar, inovar, e fazer as pessoas se identificarem! Isso é o que pretendemos escrevendo este blog pra vocês. Gabrielle Almeida; 18, Ciencias Sociais. Kamila Cavalcante;18, Jornalismo. Ylla Biavatti, 18, Medicina Veterinária. Todas de Manaus - AM, postando diariamente assuntos totalmente desritmados! :)

Translate

Rádio Carapanã

Mais lidas!

Ocorreu um erro neste gadget
Desritmadas -

Vem também!

Parceiros