Em frente





Que tal deixar a panela de chocolate de lado, ligar para as amigas e cair na balada? Ou talvez até um cineminha em casa? Quem sabe uma noite do pijama? Chega de choro menina! Chega de se culpar. Chega de achar que você vai morrer, que ele não ta nem aí... Você não morreu, foi só o fim de um relacionamento. 

E se acabou, é porque não era pra ser, Deus tem algo melhor pra você, enquanto isso que tal focar nos estudos? Ou começar aquela aula de piano que há séculos está sendo adiada? Ou aquele cineminha com um carinha legal?

Não se lamente, passou. E se não passou, vai passar, acredite. Olhe para trás e veja quantas vezes você falou que não ia mais amar, que não ia mais cair em papo de homem e depois fez tudo de novo? Amou de novo e quebrou a cara de novo? 

A vida é assim, cada relacionamento, por mais que termine mal, é um aprendizado, você cresce. Então, dê tempo ao tempo. Ele é o melhor remédio pra tudo. Deixe que o tempo se encarregue de fazer a parte mais difícil que é tirar esse sentimento de você. 



                                                                                          @yllabiavatti

Novo trailer de Percy Jackson e o Mar de Monstros


Depois de três anos de espera, os fãs da série de livros Percy Jackson e os Olimpianos podem ficar felizes pois a a adaptação do segundo livro da série Percy Jackson: Mar de Monstros está chegando! O longa estréia por aqui no dia 16 de agosto. Veja o trailer:



No trailer, podemos ver que os roteiristas levaram o livro a sério, colocaram alguns elementos que faltaram no primeiro filme - Percy Jackson e o Ladrão de Raios - como a profecia, o pinheiro da Thalia, as fronteiras mágicas do acampamento e fizeram o acampamento parecer mesmo um acampamento. Estava muito hesitante em relação ao que seria cortado do livro mas por enquanto tudo parece estar em ordem. Ainda bem! Só estou ansiosa? Ui.

Kamila Cavalcante

Light, Camera, Action!

Num sábado a noite, quando não se tem exatamente nada pra fazer além de ficar mudando de canais na televisão, uma boa sugestão é assistir a um filme. Mas você está cansado daquele filminho de ação que passa todos os dias, ou aquele de ficção cientifica que te obrigam a assistir? Então vou te indicar uns filmes que eu realmente amo, tanto por serem clássicos (totalmente clássicos) quanto por representarem grandes obras na história do cinema.

                                                                   
                                                                Breakfast at Tiffany's

Quem nunca viu um retrato de Audrey Herpburn? Uma das melhores atrizes do cinema mundial de alguns anos atrás. Audrey estrelou vários filmes, mas um dos que mais me chamaram atenção naquele gênero mocinha-mocinho foi o Breakfast at tiffany's. Por mostrar a imagem de uma mulher já criando sua independência  e seu descaso com a vida abtual que a época lhe proporcionava.

Breakfast at Tiffany's ( Bonequinha de Luxo) é um filme estadunidense de 1961, de gênero comédia e drama, dirigido por Blake Edwards, cujo roteiro fora adaptado por George Axelrod do livro homônimo, do autor Truman Capote, e estrelado por Audrey Hepburn. O clássico, que retrata a vida de Holly Golightly, uma socialite, recebeu cinco indicações ao Oscar de 1962 e venceu em duas categorias: melhor canção original e melhor trilha sonora.

Outro filme que é bem no estilo clássico, e também estrelado por Audrey Hepburn é o 'Roman Holiday'.


Roman Holiday
 ( A princesa e o plebeu) é um filme estadunidense de 1953, do gênero comédia romântica, dirigido por William Wyler e com roteiro baseado em história de Dalton Trumbo.
Uma princesa entediada resolve se divertir anonimamente em Roma. Lá, ela acaba se envolvendo com um repórter que, inicialmente, pretende se aproveitar da situação para dar um "furo de reportagem" mas, posteriormente, se apaixona pela jovem e resolve preservá-la.


The Sound of Music ou 'A noviça rebelde' é um filme norte-americano de 1965, o filme conta a história verídica da família de cantores Von Trapp, mostrando desde os dias da então noviça 'Maria' (que antes de se tornar 'Von Trapp' tinha como sobrenome 'Kutscher') num convento em Salzburgo, Áustria, até o momento em que a família foge do país quando este é ocupado pelos nazistas, que estão prestes a prepararem o Anschluss.
Maria, que não consegue seguir as rígidas normas de conduta das religiosas, é enviada para trabalhar como governanta das 7 crianças filhos do 'Capitão Georg von Trapp'; este é viúvo, e desde a morte de sua esposa educa os filhos com rigor militar.


Schloss Leopoldskron, em Salzburgo, onde decorre parte da acção do filme.
A chegada de Maria modifica drasticamente a vida da família ao trazer alegria e conquistar o carinho e o respeito das crianças. No início ela enfrenta alguns problemas com o Capitão, mas este acaba desenvolvendo um grande afeto pela jovem ao ver que ela conseguiu fazer o que nenhuma outra governanta havia antes feito pelas crianças. Eles acabam se apaixonando, e o capitão, antes comprometido com 'Elsa Schraeder', uma rica baronesa de Viena, rompe o noivado para poder se casar com Maria.
Porém, daí para frente, nem tudo na vida da família será tão fácil assim, pois quando os nazistas dominam a Áustria, o capitão é convocado para servir na marinha alemã. A família decide, então, fugir de carro através da fronteira. Mas as fronteiras são fechadas e eles se vêem obrigados a caminharem pelas montanhas. Numa das mais emocionantes sequências do cinema, embalada pela canção Climb Ev'ry Mountain, o filme termina com a família nas montanhas, mostrando a importância de viver em família, um ajudando ao outro.
Foi rodado principalmente em locações em Salzburgo, na Áustria, e na região da Baviera, na Alemanha. O filme ganhou o Oscar de melhor filme em 1966, e é um dos musicais mais populares já produzidos. O álbum com a trilha sonora foi nomeado ao Grammy de melhor álbum do ano. Foi escolhido pela Biblioteca do Congresso dos Estados Unidos para ser preservado no Registro Nacional de Filmes em 2001, e sempre está presente nas listas dos melhores filmes já feitos, como as do American Film Institute.



Some Like It Hot (Quanto mais Quente Melhor) é um filme estadunidense de 1959, do gênero comédia musical, dirigo por Billy Wilder, e estrelado por Marilyn Monroe. A diva das divas do  nosso cinema não poderia ficar de fora! Some like it hot é um dos muitos filmes que Marilyn estrelou. Ele conta a história de dois músicos, Jerry e Joe, que presenciam o Massacre de São Valentim, e para escapar dos problemas, se vestem de mulheres e entram para uma banda só de garotas, o que os traz mais problemas ainda!







(Casablanca) Durante a Segunda Guerra Mundial, muitos fugitivos tentavam escapar dos nazistas por uma rota que passava pela cidade de Casablanca. O exilado americano Rick Blaine (Humphrey Bogart) encontrou refúgio na cidade, dirigindo uma das principais casas noturnas da região. Clandestinamente, tentando despistar o Capitão Renault (Claude Rains), ele ajuda refugiados, possibilitando que eles fujam para os Estados Unidos. Quando um casal pede sua ajuda para deixar o país, ele reencontra uma grande paixão do passado, a bela Ilsa (Ingrid Bergman). Este amor vai encontrar uma nova vida e eles vão lutar para fugir juntos
Considerado como um dos maiores filmes da história do cinema americano, ganhou vários Oscar da Academia, incluindo o de melhor filme em 1943 . Casablanca teve uma grande estréia, mas não espetacular, entretanto, ganhou popularidade com o passar do tempo e esteve sempre nas listas dos dez melhores filmes. A crítica elogiou a performance carismática de Bogart e Bergman e a química entre eles, junto à profundidade das caracterizações , a intensidade da direção , a sagacidade do roteiro e do impacto emocional do trabalho como um todo.
                                                                        




Espero que tenham gostado!
Gabrielle Almeida

Resenha: Divergente

Veronica Roth - 502 páginas - Livro 1 - Editora Rocco. Título Original: Divergent. 

Sinopse: Numa Chicago futurista, a sociedade se divide em cinco facções – Abnegação, Amizade, Audácia, Franqueza e Erudição – e não pertencer a nenhuma facção é como ser invisível. Beatrice cresceu na Abnegação, mas o teste de aptidão por que passam todos os jovens aos 16 anos, numa grande cerimônia de iniciação que determina a que grupo querem se unir para passar o resto de suas vidas, revela que ela é, na verdade, uma divergente, não respondendo às simulações conforme o previsto.
A jovem deve então decidir entre ficar com sua família ou ser quem ela realmente é.
E acaba fazendo uma escolha que surpreende a todos, inclusive a ela mesma, e que terá desdobramentos sobre sua vida, seu coração e até mesmo sobre a sociedade supostamente ideal em que vive.


Já tinha ouvido muito falar sobre esse livro mas ele nunca tinha chamado a minha atenção a ponto de parar para lê-lo. Essa semana tive a oportunidade de ler Divergente e eu confesso que estou arrependida de não ter lido-o antes. 

A estória se passa numa Chicago futurista onde a sociedade a muito tempo fora dividida em cinco facções: Audácia, Abnegação, Erudição, Franqueza e Amizade - aqueles que não se encaixavam em nenhuma das facções eram chamados de sem-facção e viviam isolados da sociedade. Nessa sociedade, os jovens quando completam 16 anos passam por um teste de aptidão e uma cerimônia de iniciação onde deveram escolher a que facção se unir.

Minha mãe me disse certa vez que não podemos sobreviver sozinhos e, mesmo se pudéssemos, não desejaríamos tal destino. 

A protagonista é Beatrice Pior, uma garota de 16 anos que vive na Abnegação, que é a facção que prega o altruísmo. No seu teste de aptidão o resultado foi inconclusivo e ela descobre ser uma Divergente. Naquele momento ela não fazia ideia do que isso significava, apenas sabia que ser uma Divergente era algo perigoso. Ela decide então deixar a Abnegação e ir viver na Audácia onde escolhe um novo nome - Tris - e tem que encarar diversos desafios para alguém que veio da Abnegação, como pular de  um trem em movimento e de um prédio, além de ter que encarar o difícil e tortuoso treinamento para de fato fazer parte da Audácia. 

Os personagens secundários também chamam muita atenção. Eu fiquei apaixonada pela mãe da Tris e pelo Quatro e senti um ódio gigante do Eric e do Peter que fazem o tipo valentão do pedaço. Odeio isso. Odeio. Odeio. Enfim... temos também os amigos transferidos da Tris, Cristina, Will e Al. Honestamente eu não fui muito com a cara deles, principalmente a do Al que é descrito como alguém forte mas vive choramingando por aí. Por favor né...

Porque o medo não faz com que você se apague; Ele faz com que você se acenda. 

O livro é escrito em primeira pessoa e grande parte dele é focado na iniciação da Tris na Audácia, com alguns relances da Abnegação e da Erudição e quase nada da Franqueza e da Amizade, mas o que interessa mesmo é o final que é quando as coisas começam a se encaixar e um grande conflito se iniciar.

Esse é o segundo livro distópico que eu leio, sendo o primeiro Jogos Vorazes e eu estou amando essa nova moda literária. Isso mesmo, eu estou. O livro me fez comparar um pouco a nossa política atual com a política futurista do livro. A história também nos faz pensar em nossos atos e em virtudes como altruísmo, coragem e franqueza. 

Nós acreditamos nos atos simples de bravura, na coragem que leva uma pessoa a se levantar em defesa da outra. 

Apesar do livro ter 500 páginas, é uma leitura bem rápida - terminei de ler em um dia! - e nos faz ficar com um gostinho de ''quero mais''. Atualmente, a trilogia conta com dois livros lançados, Divergente e a sua continuação Insurgente. Uma adaptação do livro está sendo gravada contando com a participação de Shailene Woodley como Tris e Theo James como Quatro. O filme estreia no Brasil em 21 de março de 2014. 




Espero que tenham gostado e até a próxima, beijos! Kamila Cavalcante

Estreias da semana


E finalmente o fim de semana chegou e se você assim como eu não tem nada planejado para fazer, vamos ao cinema! Uhu! Confira os filmes que estão entrando em cartaz hoje.

Velozes e Furiosos 6



Desde que o golpe de Dom (Vin Diesel) e Brian (Paul Walker) no Rio de Janeiro deixou o grupo com US$100 milhões, os heróis se espalharam pelo globo. Mas a incapacidade de voltar para casa e viver em um lar tornou suas vidas incompletas. Enquanto isso, Jobbs (Dwayne Johnson) esteve perseguindo uma organização de mercenários sobre rodas, um grupo de homens cruéis divididos em 12 países, cujo mentor (Luke Evans) tem ajuda da destemida Letty (Michelle Rodriguez), a antiga namorada de Dom, que ele acreditava estar morta. A única maneira de parar este grupo de criminosos é superá-los nas ruas, por isso Hobbs pede a Dom para reunir um grupo de elite em Londres. A recompensa? Perdão a todos eles, para poderem voltar para as suas casas e tornarem suas famílias completas novamente.



Bonitinha mas ordinária 


"Bonitinha, mas Ordinária", peça de Nelson Rodrigues, propõe uma reflexão sobre a ideia de tentação que sempre perseguiu o homem. Uma espécie de marca construtiva da humanidade. O filme conta a história de Edgar, um homem simples, dividido pela proposta de casar-se por dinheiro com a filha do seu chefe, Maria Cecília ou permanecer na pobreza ao lado de Ritinha, seu grande amor. O filme revela a vida que se desdobra em faces antagônicas onde as regras sobre ética, amor e civilidade compõem a tríade obscura que coabita os personagens.



Kamila Cavalcante

O menino do pijama listrado

John Boyne - 192 páginas- Editora Cia. das LETRAS - 2007. Título original: The boy in the Striped Pajamas. 

Sinopse: Bruno tem nove anos e não sabe nada sobre o Holocausto e a Solução Final contra os Judeus. Também não faz ideia de que seu país está em guerra com boa parte da Europa, e muito menos de que sua família está envolvida no conflito. Na verdade, Bruno sabe apenas que foi obrigado a abandonar a espaçosa casa em que vivia em Berlim e mudar-se para uma região desolada, onde ele não tem ninguém para brincar nem nada para fazer. Da janela do quarto, Bruno pode ver uma cerca, e, para além dela, centenas de pessoas de pijama, que sempre o deixam com um frio na barriga. Em uma de suas andanças Bruno conhece Shmuel, um garoto do outro lado da cerca que curiosamente nasceu no mesmo dia que ele. Conforme a amizade dos dois se intensifica, Bruno vai aos poucos tentando elucidar o mistério que ronda as atividades de seu pai. "O Menino do Pijama Listrado" é uma fábula sobre amizade em tempos de guerra, e sobre o que acontece quando a inocência é colocada diante de um monstro terrível e inimaginável.



O menino do pijama listrado é um livro bem simples que mostra pelos olhos de uma criança as atrocidades ocorridas na Segunda guerra mundial. 

Este não é o meu primeiro livro sobre o assunto, tive a oportunidade de ler A menina que roubava livros alguns anos atrás, mas comparar esses dois livros seria uma perda de tempo pois, enquanto um é um tanto sombrio o outro esbanja inocência e ingenuidade. 

A história deixa todas as crueldades contra os judeus em segundo plano e foca na vida de Bruno, um garoto de nove anos que teve que deixar sua casa grande e confortável em Berlim em decorrência do trabalho de seu pai que era muito importante porque o ''Fúria'' tinha grandes planos para ele. 

Ainda acho que não foi uma boa ideia nos mudarmos para cá, estou longe de todos os meus amigos. Dias atrás eu estava alegre, brincando em casa com os três melhores amigos da vida toda, escorregando pelos corrimãos, tentando ver toda a cidade de Berlim da ponta dos pés, e agora estava encalhado nesta casa tão desagradável. Aqui não é minha casa e nunca vai ser. 

Bruno se vê então num lugar desconhecido, morando numa casa feia e pequena se comparada a sua casa em Berlim, longe de seus melhores amigos e avós. Entediado com a hostilidade do local, Bruno despertou grande curiosidade pela vista da janela do seu quarto, que podia-se observar ao longe um lugar com cercas altas onde adultos e crianças andavam o todo tempo com um pijama listrado. 

Hostilizado com a falta do que fazer em sua nova casa, Bruno resolve explorar os arredores de sua casa indo parar na frente da cerca que despertou a sua curiosidade. Nisso, ele conhece Shmuel, um judeu de 9 anos que coincidentemente faz aniversário no mesmo dia que ele e assim eles se tornam amigos, cada um de seu lado da cerca. 

(...)mas prossegui em minha busca, pois havia visto uma mancha do outro lado da cerca, achei que era uma miragem mais não desisti, fui me aproximando e aquilo foi tomando forma, essa forma se transformou em um vulto, que se transformou em um menino. Continuei a andar e logo estava frente a frente com o menino.

O menino do pijama listrado é um livro triste e cativante que pode te arrancar lágrimas de tristeza e frustração. Mesmo sabendo com o livro terminaria, eu me peguei o tempo inteiro querendo que algo protegesse o Bruno e o Shmuel e que não terminasse de tal forma. É um livro sobre amizade que todos deveriam ler e refletir sobre. 



Em 2008 foi lançado uma adaptação do livro dirigida por Mark Herman e estrelada por Vera Farmiga, Asa Butterfield, Jack Scanlon e David Thewlis. 


Kamila Cavalcante

Conheça a banda Muse

Muse é uma banda britânica de rock alternativo, música clássica e eletrônica. Fundada em 1994, em Teignmouth, Devon, a banda foi originalmente chamada de Rocket Baby Dolls. Seus membros são: Matthew Bellamy no vocal, guitarra e piano, Christopher Wolstenholme no baixo, voz secundária e teclado e Dominic Howard na bateria e percussão.

Atualmente a banda possui seis discos sendo eles: Showbiz (1999), Origin of Symmetry (2001), Absolution (2003), Black Holes and Revelations (2006), The Resistance (2009) e The 2nd Law (2012). A banda esteve no Brasil em 2011 abrindo o show do U2 e estará esse ano no dia 14 de setembro como atração principal no Rock in Rio.
As minhas músicas favoritas são:

The Resistance
Supermassive Black Hole
Unsustainable
Hysteria
Supremacy
MK ULTRA
Unintended
Apocalypse Please


Espero que tenham gostado e não esqueçam de seguir o twitter e curtir o facebook do blog. Até a próxima.

Kamila Cavalcante

The Color Run


Oi gente, tudo bom? Enfim, desculpem-nos pela precaridade de posts, mas e ne, Enem chegando, estudos batendo na porta. MAS, voltando ao assunto, nesse post vamos falar sobre os 
5KM MAIS FELIZES DA SUA(NOSSA) VIDA! Simmmm, a color run chegou em manaus! 
Mas pera, você não conhece a The Color Run™?
Então dá uma conferida nos vîdeos dessa corrida muito louca pelo mundo inteiro:


                                            



                                         

Depois de ter visto esses vídeos duvido que a vontade não tenha batido, né? AHAHA
então, a corrida acontecerá no dia 19 de maio, no campus da UFAM, que fica no coroado, mais precisamente na avenida Rodrigo Otávio. O horário da largada é 8:30 da manhã (vale a pena acordar num domingo de manhã pra isso né?)
(gente, aqui tinhamos o link para a inscrição, mas no mesmo dia do post as inscriçoes foram encerradas)

REGRAS DA CORRIDA

Regra nº 1 : Todos os participantes são bem-vindos… sejam rápidos, lentos, andadores, idosos e jovens.
Regra nº 2 : Camisa branca é o código de vestimenta saindo da linha oficial de largada e pronto para rolar às 08:30 ou às 09:20 da manhã em ponto!
Regra nº 3: Esteja completamente colorido na linha de chegada, ao estilo do filme “A Fantástica Fábrica de Chocolate (Willy Wonka)”.

                                   NÓS JÁ GARANTIMOS A NOSSA PRESENÇA! E VOCÊ?
Domingo postaremos fotos, partiu!











Militarize!


Hoje eu fui rodar no shopping atrás de um presente de aniversário para minha mãe e percebi que havia uma grande quantidade de roupas estilo militar, principalmente na Riachuelo e na Renner. Chegando em casa, fui pesquisar mais e descobri que a moda militar é uma tendência desse outono!

Com cores mais escuras como verde musco, marrom e cinza esse estilo promete ganhar a preferência de todos, inclusive a minha! Confira as fotos e se inspire para montar seu próprio look.




Kamila Cavalcante

Carrie, a estranha

Stephen King, Editora Objetiva, 162 páginas. Título Original: Carrie

Sinopse: Carrie, a Estranha narra a atormentada adolescência de uma jovem problemática, perseguida pelos colegas, professores e impedida pela mãe de levar a vida como as garotas de sua idade. Só que Carrie guarda um segredo: quando ela está por perto, objetos voam, portas são trancadas ao sabor do nada, velas se apagam e voltam a iluminar, misteriosamente.
Aos 16 anos, desajustada socialmente, Carrie prepara sua vingança contra todos os que a prejudicaram. A vendeta vem à tona de forma tão furiosa e amedrontadora que até hoje permanece como exemplo de uma das mais chocantes e inovadoras narrativas de terror de todos os tempos.





Nunca tinha lido um livro do Stephen King mas como todo amante de histórias de ficção, já tinha ouvido falar sobre seus livros e até já tinha pesquisado sobre eles. Mês passado tive a oportunidade de ler Carrie, a estranha e não posso dizer que o livro me encantou de primeira. 

Carrieta White é uma adolescente nada comum. Vive em Chamberlain com sua mãe, Margaret White, uma fanática religiosa que atormenta Carrie de todas as formas com seu estilo de vida devoto. Não estou querendo criticar religiosos ou algo do tipo, mas que mulherzinha chata. Se alguém tem culpa do fatídico final do livro esse alguém é Margareth White. 

Carrie sofre constantes humilhações na escola e é uma garota solitária. No vestiário da escola, ela tem a sua primeira menstruação e por nunca ter sido informada de que isso acontecia, ficou desesperada achando que estava se esvaindo em sangue. Obviamente, isso rendeu mais humilhações de seus colegas de classe, entre eles Sue Snell e Chris Hargensen, personagens importantes do desenrolar da história. 

Carrie tinha mais uma característica que a tornava estranha. Dotada de poderes telecinéticos,  ela podia mexer objetos com a mente, fazer chover pedras sobre a sua casa, derrubar mesas e fechas janelas. 

Sua mãe, ao saber da menstruação de Carrie, puniu-a, alegando que se ela não tivesse pecado, a ''maldição do sangue'' não teria alcançado-a. 

Margareth White, uma devota doente, acredita que a telecinésia de Carrie é obra do demônio. Ela torturava demais a coitada chamando-a de prole do demônio, filha de satã e outras coisas nada agradáveis, se tornando a personagem que eu mais odiei. Deu pra notar isso, né? 

A história do livro não é linear, o que nos dá logo no início a ideia de que uma grande tragédia vai acontecer. Intercalando pontos de vista e artigos sobre a tragédia, além de depoimentos dos sobreviventes, o livro tem um aspecto diferenciado dos que eu já li. O livro é dividido em três partes: Sangue e divertimento, A noite do baile e Ecos e escombros. Não há uma divisão de capítulos e a história não é muito detalhada. 

Li o livro em poucos dias então posso dizer que é uma leitura rápida. Apesar de ser um livro de terror, em momento algum eu senti medo, só uma grande curiosidade. De qualquer forma, vale a pena ler a história. 



Como todo bom livro, Carrie também teve a sua adaptação para as telonas em 1976 com a atriz Sissy Spacek e John Travolta no papéis principais.Teve também um remake em 2002. Esse ano o filme ganha uma nova adaptação tendo a Chloe Moretz no papel principal. O longa estreia dia 29 de novembro de 2013 nos cinemas brasileiros. 

Confira o trailer: 



Kamila Cavalcante



Avermelha!


Já pensou em pintar seu cabelo de vermelho? se tornar uma ruiva? não? Então querida, A HORA É AGORA! O ruivo vem com tudo nesta temporada, ainda mais depois que as atrizes Paloma Bernardi e Fernanda Paes Leme aderiram ao tom para a trama Salve Jorge. Pensando nisso, dei umas conferidas em uns tons (pois existem vários) e vou indicar os que mais gostei. confere aí



O Loiro Acobreado é um loiro quente. É um início de ruivo, e depende muito da “luz” para ficar ou não mais ruivo ou mais loiro.
O tom não tem muito mistério se você já esta acostumada com o loiro. Se o seu cabelo for escuro, recomendo que você vá num salão para chegar nesse tom, já que você pode destruir seu cabelo no processo.
Na hora de escolher a tinta, é bom apostar em tons bem claros por volta do 9 ou 10 com o final 4 ou 3. Recomendo:


Esse tom é muito complicado de se manter. É quase um laranja(ok é um laranja) e como o cabelo está com as cutículas abertas por causa da descoloração que a maioria das pessoas precisa fazer para chegar nesse tom e a cor desbota muito rápido. O pior de tudo é que essa cor desbotada fica muito feia.
Essa cor está mais ou menos na altura de um 8 ou 9. Dica de coloração:
  • Color Perfect 9,33 (comprar)
  • Koleston 1/2 tubo de 7744 + 1/2 tubo de um 8 ou 9
  • Alfaparf 8.661
  • Alfaparf 8.43


Esse tom é uma coisa séria. Você que está aí em casa, vendo fotos na internet pode achar que ruivo natural é laranjinha, mas ao vivo ele é castanho e só fica ruivo em fotos ou na luz do sol. É um tom que te engana e você pinta esperando que o cabelo seja uma coisa e fica outra. Na verdade se você quer o cabelo sempre laranjinha quente, você precisaria pintar de um Ruivo mais acobreado, mais aberto, mais vermelho. Porque o ruivo natural mesmo é mais um castanho. Foi isso que me desanimou, conseguir essa média entre o natural e o alaranjado é muito difícil.
Esse tom fica na altura da cor 8.
A Júlia Petit usa a seguinte mistura para o cabelo dela:
  • Keune 1/2 tubo de 9.43 + 1/2 tubo de 8,34 (comprar)


Esse seria um ruivo natural mais escuro e mais acobreado. Seria aquele laranjão usável. Esse é um dos meus tons preferidos e é o que eu estou tentando agora.
Acho um tom muito versátil e muito fácil de conseguir. Você não precisa ficar muito preocupada com a qualidade do fio porque não precisa de muita descoloração, também não desbota facilmente, e quando desbota fica castanho, então não fica feio. Essa cor é na altura de um 7.
Tintas que eu recomento:
  • Koleston 7744
  • Alfaparf 7.61
  • Igora 7.7


eaí, curtiu? então vai lá e arrasa no vermelho, e compartilha! Beijos, e até a próxima!!

fontes: eaibeleza








As melhores animações de todos os tempos... pra mim


Sabe aqueles filmes de animação que todos consideram ser ''coisa pra crianças'' mas você acaba se apaixonando? Hoje trouxe pra vocês uma lista dos filmes de animações que eu mais amo no mundo.

Coraline e o mundo secreto


Coraline é um filme baseado no livro de Neil Gaiman, estreado em 2009. Entediada em sua nova casa, Coraline descobre uma porta secreta que a leva para uma versão melhor de sua vida, com pais que prestam atenção nela e acontecimentos mágicos nada entediantes. Porém, Coraline logo percebe que, para ter a vida  de seus sonhos ela teria que pagar um alto preço e tenta fugir dessa vida alternativa. É um ótimo filme que ensina que as aparências enganam e que apesar dos defeitos, devemos valorizar o nosso modo de vida. Eu estou com MUITA vontade de ler o livro mas não consigo encontrar em nenhuma livraria, snif. 

Up altas aventuras

Um filme sobre amor, amizade e aventuras. Carl é um vendedor de balões que está prestes a perder a casa onde morou a vida inteira com Ellie, sua falecida esposa. Para não perder a casa para um empresário, ele enche milhares de balões amarrados a casa e sai voando com o intuito de chegar na América do Sul. O único problema é que o escoteiro Russel embarcou com ele. O Russel parece tanto com o meu irmão que não tem como não gostar do filme. A história de amor do Carl e da Ellie é muito linda e a relação do Russel e do Carl é muito engraçadinha. Sempre assisto esse filme agarrada ao meu irmão. 

Procurando Nemo

O clássico de todas as infâncias não poderia faltar nessa listinha. Depois de uma briga, Nemo é capturado por um mergulhador e levado para um aquário num consultório de dentista na P.Sherman 42, Wallaby Way, Sidney (não resisti). Seu pai Marlin, parte em busca de seu único filho pelo grande oceano, conhecendo no caminho Dory e juntos, eles passam por muitas coisas até finalmente encontrar o Nemo. 

A era do Gelo 

Amo essa série de filmes por me fazer rir tanto até chorar. Manny, Sid e Diego são animais tentando sobreviver na Era do Gelo, quando encontram um menino e resolvem ajudá-lo a encontrar a sua família (e não comê-lo). No segundo filme, a era do gelo está chegando ao fim e nisso Manny, Sid e Diego têm que correr para sobreviverem. É quando eles conhecem a mamute-gambá Ellie e seus irmãos gambás super irritantes Crash e Eddie (eu os amo). No terceiro filme Ellie e Manny estão esperando um bebê e Sid se sente abandonado e decide criar os ovos de dinossauro que encontrou. Só que a mãe dinossauro vai atrás de seus filhos e acaba levando eles e o Sid para um mundo subterrâneo, obrigando o Manny, o Diego e a Ellie a resgatá-lo. No quarto e último filme lançado os continentes se separam (pangeia). E isso acaba separando Manny que fica com o Sid e o Diego num iceberg de Ellie e sua filha Amora que permanecem no continente. Nisso, o trio tenta a todo custo encontrá-las novamente, enfrentando piratas e sereias. 

Alice no país das maravilhas

Quem convive comigo sabe o quanto eu amo essa história. Alice encontra um coelho branco de colete e relógio e acha isso muito estranho então decide segui-lo. Ela cai na toca do coelho e continua caindo, caindo e caindo até chegar no País das Maravilhas, lugar onde têm bolos que te fazem crescer e líquidos que te fazem diminuir, fechaduras, plantas e animais falantes, um chapeleiro maluco e uma lebre de março tomando chá, um gato que pode desaparecer e o reino da rainha de Copas que adora mandar cortar a cabeça de todos. Alice é um tanto surreal e não faz sentido algum, mas, por algum motivo é um dos meus filmes e livros favoritos. 



Foi difícil escolher, mas esses foram os cinco melhores filmes de animação pra mim. São filmes que marcaram a minha infância ou algum momento da minha vida e que eu sempre os assisto e sinto aquela nostalgia boa. Alguns dessa lista não são tão antigos mas por algum motivo fizeram eu me apaixonar. 

E você? Têm algum filme de animação que quando você assiste bate aquela saudadezinha de ficar o dia todo na frente da televisão comendo bolachas e suco de laranja? 



Músicas Vintage


Sabe aquelas músicas antigas que viraram clássicas e ainda tem muito o que dizer? Sempre tem uma canção que marca a nossa vida, e que toda vez que a ouvimos passa um filme em nossa mente. Foi pensando nisso que criei essa playlist, com as clássicas que querendo ou não marcaram nossas vidas.. 


                                            1. Apologize – Timbaland feat. OneRepublic
 

                                          2. Hips Don’t Lie – Shakira feat. Wyclef Jean
 

3. You’re Beautiful – James Blunt 


4. Baby One More Time – Britney Spears


5. No One – Alicia Keys


6. Crazy – Gnarls Barkley


7. Nelly Furtado-Promiscuous ft. Timbaland


8.  Nelly - Dilemma ft. Kelly Rowland
 

9. Big Girls Don’t Cry – Fergie
 

10. Akon - Smack That ft. Eminem
 

Eaí, curtiram? Estou pensando em todo mês ou toda semana fazer uma playlist só com músicas antigas que marcaram algum momento da minha vida, o quê vocês acham? Aceito dicas no Facebook e no twitter do blog, beijos. 



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...  

Oi! :)

Oi! :)
Essa história de que um blog precisa ter um assunto só e ter uma dona só é ultrapassada. O bom mesmo é se expressar, inovar, e fazer as pessoas se identificarem! Isso é o que pretendemos escrevendo este blog pra vocês. Gabrielle Almeida; 18, Ciencias Sociais. Kamila Cavalcante;18, Jornalismo. Ylla Biavatti, 18, Medicina Veterinária. Todas de Manaus - AM, postando diariamente assuntos totalmente desritmados! :)

Translate

Rádio Carapanã

Mais lidas!

Ocorreu um erro neste gadget
Desritmadas -

Vem também!

Parceiros